CENTRO EDUCACIONAL

O QUE É CÂMBIO (FOREX)?

INTRODUÇÃO AOS MERCADOS DE CÂMBIO ESTRANGEIRO

Embora o mercado de câmbio estrangeiro seja o maior mercado de investimentos do mundo, seu alcance no setor de varejo é modesto em comparação aos mercados de fundos e de renda fixa. Isso ocorre em grande parte devido à uma falta geral de conscientização cambial na comunidade de investidores, juntamente com uma falta de compreensão de como e por quê as moedas oscilam. Soma-se à mística deste mercado a falta de uma central física de câmbio, semelhante à Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE) ou à Bolsa de Mercadorias de Chicago (CME). E é esta falta de estrutura que permite que os mercados de câmbio operem 24 horas por dia, iniciando o dia de negociação na Nova Zelândia e continuando na sequência dos fusos horários.

O acesso ao mercado cambial, tradicionalmente costumava ser limitado à comunidade bancária, que trocava grandes blocos de moedas para fins comerciais, para hedging ou fins especulativos. A criação de empresas como a USGFX abriu as portas para instituições investirem em câmbio, tais como gestores de fundos e de capitais, além de investidores individuais de câmbio de varejo. Este setor do mercado cresceu exponencialmente ao longo dos últimos anos.

O QUE É INVESTIMENTO EM FOREX?

Em uma transação cambial, uma moeda é vendida em troca de uma outra moeda. A taxa de conversão expressa o valor relativo entre as duas moedas. As moedas são normalmente identificadas por um código “Swift” de três dígitos. Por exemplo, EUR = Euro, USD = Dólar Americano, CHF = Franco Suíço e assim por diante. Consulte aqui a lista completa de códigos. A taxa de EUR/USD de 1,5000 significa que € 1 equivale a US$ 1,5.

Algumas vezes, EUR/USD se refere ao par de moedas. A taxa pode ser invertida. Assim, uma taxa de EUR/USD de 1,5000 é o mesmo que uma taxa de USD/EUR de 0,6666. Em outras palavras, US$ 1 vale € 0,6666. Conforme a convenção de mercado, a maioria das moedas tendem a ser cotadas em relação ao dólar, mas há exceções notáveis, tais como o par EUR/USD já mencionado, GBP/USD (Libra esterlina do Reino Unido) e AUD/USD (Dólar Australiano). Mas isso não é tão confuso como parece.

SÍMBOLOS DE MOEDAS ESTRANGEIRAS

As moedas, assim como as ações, possuem seus próprios símbolos que se distinguem uns dos outros. Já que as moedas são cotadas em termos do valor de uma contra o valor de outra, um par de moedas inclui o “nome” de ambas as moedas, separado por uma barra (“/”). O “nome” é uma sigla de três letras. As primeiras duas letras são, na maioria dos casos, reservadas para identificação do país. A última letra é a primeira letra da unidade de moeda daquele país.

Por exemplo,
USD = Dólar dos EUA
GBP = Libra Esterlina do Reino Unido
JPY = Iene do Japão
CAD = Dólar do Canadá
CHF = Franco da Confederatio Helvetica (Confederação Suíça em Latim)
NZD = Dólar da Nova Zelândia
AUD = Dólar da Austrália
NOK = Coroa da Noruega
SEK = Coroa da Suécia
Uma vez que o Euro da Europa não possui um país específico associado ao mesmo, a maneira mais simples é o uso da sigla EUR. Ao combinarmos uma moeda (EUR) com outra (USD), criamos um par de moedas, EUR/USD.

MOEDA BASE E MOEDA CONTRAPARTE

Uma das moedas de um par de moedas é sempre a dominante. Esta é chamada de moeda base. A moeda base é identificada como a primeira moeda em um par de moedas. É também a moeda que permanece constante ao determinarmos o preço de um par de moedas.

O Euro é a moeda base dominante em relação a todas as outras moedas globais. Como resultado, pares de moedas em contraposição à moeda EUR serão identificados como EUR/USD, EUR/GBP, EUR/CHF, EUR/JPY, EUR/CAD, etc. Todos os pares possuem a sigla EUR como a primeira da sequência.

A libra britânica é a próxima na hierarquia do domínio de nome de moeda. Os principais pares de moedas em contraposição à moeda GBP seriam, portanto, identificados como GBP/USD, GBP/CHF, GBP/JPY, GBP/CAD e assim por diante. Com exceção do par EUR/GBP, o esperado é encontrar GBP como a primeira moeda em um par de moedas.

A moeda USD é a próxima moeda base dominante. USD/CAD, USD/JPY, USD/CHF formariam por convenção, os pares de moedas normais nas principais moedas. Pelo fato da moedas EUR e GBP serem mais dominantes em termos de moedas base, o dólar é cotado como EUR/USD e GBP/USD. Conhecer a moeda base é importante, já que ela determina os valores das moedas (como noção ou realidade) trocadas quando uma operação de câmbio é fechada. A moeda contraparte é a segunda moeda em uma sequência do par de moedas.

PARTICIPANTES DO MERCADO CAMBIAL

Há muitos tipos diferentes de participantes no mercado cambial, e estes buscam frequentemente por resultados bem diferentes quando investem. É por isso que, embora o câmbio seja geralmente descrito como um jogo de “soma-zero”, o que um investidor ganha é igual, em teoria, ao que um outro investidor perde, existem inúmeras oportunidades para ganhar dinheiro. O câmbio pode ser visto como uma torta, a partir da qual todos podem fazer uma refeição decente.

Tradicionalmente, os bancos têm sido os principais participantes do mercado cambial. Em termos de participação de mercado, eles ainda permanecem como os maiores participantes, porém a transparência tornou o mercado cambial bem mais democrático. Hoje em dia, praticamente todo mundo possui acesso aos mesmos preços, extremamente reduzidos, que são cotados no mercado interbancário. Assim, os bancos permanecem como os principais participantes do mercado cambial, porém, na última década, surgiu uma nova leva de membros institucionais de mercado, os chamados “market makers”, tais como assessores na área de fundos de hedge e de negociação de commodities.

Os bancos centrais também desempenham um papel importante no mercado cambial, enquanto corporações internacionais possuem um interesse natural em investimentos devido à sua exposição ao risco cambial.

O fundo cambial no varejo, se expandiu rapidamente na última década e ao mesmo tempo em que é difícil de obter números precisos, acredita-se que este setor represente até 20% do mercado cambial.

Sobre
Plataformas
Tipos de Conta
Notícias do Mercado e Análises
Centro Educacional
Parceiros e Afiliados